quarta-feira, 12 de março de 2008

A crítica

Vagueio sentado na nuvem viajante;
Para trás fica o movimento
duma perpétua rotina degradante
dum falso e hipócrito contentamento
...
Espreito as escritas redundantes
onde todos saboreiam da mediocridade
dos comentários dos deuses ignorantes
da falsa retórica de serenidade
...
Avança,porém mais uma pequena jornada
Em que o metal vence o pensamento
mascarando o verdadeiro desalento
E que no fim ninguém acredita em nada

3 comentários:

undercover disse...

ta bom, gostei

Margarida disse...

sim, senhora nunca pensei q fosses tao artistico...

mt fixe

Denilson Vicente disse...

a metrica esta correcta..ha concordancia de sinonimos..o esquema rimatico é o adequado..e o numero de estrofes foi o mais acertado..lol
esta visto k nao percebo nada disto ne!!?

o poema esta fixe...abraço